domingo, julho 20, 2008

Sr. Juiz, Duende, Brother´s e Eu

Meu final de semana foi psy, como diria um amigo meu. How psy!
Sábado foi um final de semana inteiro. E foi totalmente diferente do que seria normalmente. Por isso digo e repito - repito, logo provo - que a normalidade me assusta.
  • Tomei cerveja demais. Demais mesmo.
  • Ganhei vários presentes hippies de uma amiga.
  • Aniversário de um amigo cabeludo.
  • Uma tia de um amigo cabeludo cantando música de ninar uruguaiana.
  • Outro amigo.
  • O outro amigo raptou-me do aniversário do cabeludo e por isso não ganhei meu presente.
  • O meu presente seria o Caetano Veloso anorexo (vinil muito lindo e antigo da coletânia do cabeludo).
  • Aí eu conheci um duende de verdade!
  • Aí eu conheci o lugar mais psy do mundo!
  • O lugar: "brother´s".
  • O lugar tinha muita coisa estranha: barbies, ursinhos carinhosos, megafone, candelabros... e caixões. (dizem por aí que você pode ir mil vezes e sempre notará algo que não tinha percebido antes).
  • Música boa. Gente diferente em cada mesa. E nenhum cigarro de palha.
Pérolas. Muitas coisas engraçadas que me lembrei depois:
  • Sou uma "pivete". Tenho que assaltar alguém. - eu explico o porquê da minha roupa (meia até o joelho, short xadrez, cachecol, luvas e gorro - tudo preto).
  • Não sou desastrado. - e queima o dedo e o banco do carro com o cigarro.
  • Você tem mesmo um filho de nove anos? - várias e várias vezes a mesma pergunta.
  • Onde você achou ela? - o Duende perguntou.
  • Quanto tempo dura um côco? - eu perguntei.
  • Você quer ir ao centro da cidade e tentar assaltar as pessoas? - o Duende perguntou.
  • Não. Lá é muito perigoso. - eu respondo.
  • Do que eu estava falando mesmo? - de cinco em cinco minutos. Memória randômica.
  • Mutantes dá revertério...
Acordei com um jornalista me atualizando com as notícias do dia.
Enquanto isso eu achava graça ao descobrir que a música de ninar uruguaiana era, de repente, o toque do meu celular e alguém me ligava.
Entre outras coisas que ainda vou lembrar, foi muito psy. Muito bom.

3 comentários:

  1. daniel11:15

    Quanto tempo dura um cocô? rsrs. Essa pergunta irei fazer a uma determinada pessoa metida a certinha rsrs. Realmente, ser "normal" hoje em dia não é nada normal! rsrs. Bjus.

    http://so-pensando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não é "cocô", Daniel...
    É côco. Côco verde de beber, entendeu?
    Sabe quanto tempo dura um côco?

    ResponderExcluir
  3. Eu sei quanto tempo dura um côco!! Pode durar um mês! É até ele ficar marrom.. aí, o gosto da água muda.. hehehehe.. aprendi com um vendedor de uns 13 anos.. a gente pode aprender muito com as pessoas mais novas e muita gente despreza isso, né? Ah, tenho que dizer que amei fazer parte do grupo dessa viagem toda! Temos que repetir a dose e pedir para o duende aparecer de novo com seus produtos diferentes, coisas de outro mundo.. e nos levar de banheira vermelha para o mundo alucinógeno de Brother's. Achei que a ilha de Lost fosse o lugar mais maluco do mundo.. pena que Jack, Sawyer, Kate e John Locke nunca foram ao nosso bar conhecer um Baby e um Teletubbie demoníacos.. e o caixão com um ser dentro.. que muitos dias mais possam ser malucos e nos tirar da rotina. Não vou me lembrar de dias comuns.. mas dias como este descrito por você, nunca vou esquecer.. Bjos

    ResponderExcluir